Vitória de Dilma em 2014 foi ‘fraude eleitoral’, diz Marina

Publicado por

Sem uma definição sobre sua candidatura à Presidência em 2018, a ex-senadora Marina Silva (Rede) criticou a reforma política aprovada pelo Congresso neste ano e, lembrando o que chamou de “fraude eleitoral” em 2014, afirmou que os grandes partidos estão “privatizando” os meios de campanha eleitoral.

“O fundo (público eleitoral) será para eles e o tempo de horário eleitoral será para eles”, atacou Marina, sobre o fundo público de 1,7 bilhão de reais destinado a financiar as campanhas eleitorais em 2018. As declarações foram dadas por ela após entrevista no seminário Amarelas Ao Vivo, promovido por VEJA nesta segunda-feira em São Paulo.

Questionada por jornalistas a respeito da viabilidade eleitoral de sua eventual candidatura em um quadro de fragmentação de candidatos e sem alianças com siglas mais robustas que a Rede Sustentabilidade, Marina afirmou que os grandes partidos “hoje se transformaram em instituições que são investigadas pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pela Lava Jato”.

Fonte: Veja

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s