PF indicia Haddad após investigação sobre campanha de 2012

Publicado por

A PF (Polícia Federal) indiciou o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) por falsidade ideológica com base nas investigações da operação “Cifra Oculta”, realizada em julho do ano passado. O indiciamento, feito em 4 de janeiro pelo delegado João Luiz Moraes Rosa, foi encaminhado à Justiça Eleitoral.

O crime atribuído Haddad está tipificado no artigo 350 do Código Eleitoral, por “omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que de que devia ser escrita, para fins eleitorais”. Por esse delito, é prevista pena de prisão de até cinco anos.

As apurações miram dívidas da campanha referentes a serviços gráficos no valor de R$ 2,6 milhões. A gráfica responsável pertencia a familiares do ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza (PT), que também foi indiciado pela PF.

Também foi indiciado o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A lista ainda tem o coordenador da campanha de Haddad, o ex-vereador Chico Macena, e outras três pessoas. Entre elas, estão outras pessoas ligadas à gráfica LWC e Cândido & Oliveira Gráfica Ltda.: Zuleika Lopes Maranhão de Souza, ex-mulher do ex-deputado, Gilberto Quirino de Souza, irmão do ex-deputado, e Ronaldo Cândido de Jesus, todos sócios da empresa
15107206
De acordo com reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” de 2016, ao menos três delatores (entre eles Ricardo Pessoa, acionista da construtora UTC) da Operação Lava Jato relataram que Souza recebeu R$ 2,6 milhões em propina da Petrobras para pagar dívidas da campanha de 2012 do ex-prefeito de São Paulo.

Segundo os investigadores, a dívida teria sido paga por meio de um doleiro, em transferências bancárias e dinheiro vivo para empresas.

O ex-vereador Chico Macena (PT-SP) negou ter havido irregularidades na campanha de Haddad de 2012. “O indiciamento não tem fundamento, na nossa opinião. Não houve nenhuma irregularidade por parte da campanha. Vamos nos defender na Justiça”, disse.

Fonte: Uol

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s